E quando desaparecemos ?

Quando alguém parte fica um enorme vazio, fica um espaço por preencher.
Todos nós partimos, uns mais cedo do que deviam, outros mais tarde, mas no fundo, para os que ficam será sempre cedo demais.
Uns partem por doença, outros de ataques da sociedade, acidentes, revoltadas do momento.
E quando partem será que tudo acaba?
Não, não acaba. Quando partem, a dor, a saudade duplica.
A saudade. Aquele maldito sentimento. Sentimos saudades de tudo. Dos momentos, do carinho, daqueles beijos, daquelas parvoíces, que eram só vividas com aquela pessoa.
Podemos ter milhares de pessoas que nos rodeiam, mas o vazio, esse não desaparece, parece que nos falta sempre aquela pessoa.
Todos os dias nos lembramos, mas quando chegam aquelas datas festivas, aqueles dias importantes, só desejavas ter aquela pessoa, aquela e mais nenhuma, do teu lado, para te ver a triunfar, para te ver feliz.
O tempo passa, a vida continua e tu sorris, finges que és forte, mas sozinha sentes fragilidade e o mundo desaba.
Podem passar dias, meses ou anos, a saudade nunca desaparece, apenas atenua, atenua por momentos mas depois volta,e em força.
A vida é para ser vivida um dia de cada vez, aproveitada ao máximo, mas sempre de olho no céu, pois haverá sempre alguém especial para nos guiar. E à noite quando te sentires no teu cantinho todos os momentos serão relembrados, e são esses os momentos que nos fazem movimentar e lutar.

Comentários

  1. É deste tipo de blogues que gosto! Parabéns e continua!

    Beijinhos

    www.confissoesdos20etais.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado bruna :) também visitei o teu blog e gostei muito :)
      beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Verdadeiro

festas e comemorações

ACMA - O voluntariado